10 coisas que me fazem feliz

02:47

Encontrei no Belle Adventurière um desafio muito engraçado que supostamente é para ser feito no Youtube, mas como já é meia noite e meia e está tudo a dormir por estes lados, optei por não fazer barulho a gravar o vídeo e limitar-me a fazer o que faço sempre, que é escrever aqui no blog.
Posto isto, deixo o desafio a todos os meus leitores e convido-vos a levá-lo para os vossos blogs!





Pronto, esta era um bocadinho óbvia e já toda a gente sabia. Anyways, eu não me canso de apregoar o quão feliz sou ao lado desta coisa linda que me aquece os pés à noite e que não é uma botija (resposta certa - "É o Gui").
Mil beijinhos para ele.

É capaz de também já ter dado para notar que cantar é uma das minhas paixões, e não haja dúvida disso. Se puder cantar acerca do que sinto, melhor ainda. Suponho que seja a mesma sina dos poetas, que escrevem poemas com os sentimentos que têm. Eu canto esses mesmos poemas, pronto.

Primeiro que tudo, tenho a dizer que estes dois são uns chatos do caraças. Estão constantemente à porrada um com o outro, cansam-me o miolo e só fazem barulho quando eu estou a tentar dormir.
No entanto, são as luzes dos meus olhos e não imagino a minha vida sem eles, já para não falar que se me despertam os instintos assassinos sempre que alguém lhes faz ou tenta fazer mal.

Tive que escrever com letra maiúscula porque, de facto, tenho mesmo sorte com a minha família em geral e com os meus pais em particular. Para além do esforço constante que fazem para que não falte nada a mim ou aos meus irmãos e do quanto me têm ajudado ao financiar na totalidade os meus estudos, há ainda o facto de os meus pais serem duas das pessoas mais adoráveis que conheço.
A minha mãe, muito basicamente, é quase mãe de toda a gente. "Adopta" os amigos dos meus irmãos, as minhas amigas, o meu namorado, a namorada do meu irmão Rui, e trata-os a todos como se fossem da família. É sem dúvida a minha melhor amiga, conhece-me como a palma da mão dela e está constantemente a dar-me conselhos sábios e eficazes.
O meu pai, por sua vez, está sempre a mandar piadas e a pegar com toda a gente e tem sido um amor com o Gui. Não que a minha mãe não seja (é tanto que ele até já lhe chamou mãe por engano), mas o meu pai nunca foi propriamente admirador da ideia de eu ter namorados e eu sempre tive a sensação que ele gostava que eu enveredasse pelo caminho do Senhor. No entanto, com o Gui, não tem nada a ver. São muito amigos, o meu pai está sempre na brincadeira com ele, trata-o por "meu" e faz uma coisa que eu acho maravilhosa, que é pedir-lhe ajuda e opinião. Isso, vindo do meu pai, é uma coisa a ter em conta e só pode significar que gosta do Gui e que o tem em boa estima.

Não me questionem porquê, mas a verdade é que adoooooro chegar à caixa do correio e ter encomendas, presentes ou cartinhas endereçadas a mim (especialmente se vierem num envelope fofo e especialmente também se não forem contas para pagar). Já que eu faço anos no próximo dia 11, sintam-se à vontade para me enviar um postalinho, que eu gosto muito.


É das coisas que me dá mais gosto ao fim de um dia cansativo (ou em qualquer outra altura, porque nunca recuso). Os braços dele são o melhor sítio do mundo e eu encaixo perfeitamente naquele espaço. Gosto de ficar a dormir assim, a conversar com ele assim, a ver filmes assim, não importa. Seja o que for que estejamos a fazer (mesmo que não seja propriamente nada), adoro ficar na ronha com o meu menino.

É a minha perdição. Se há coisa que adoro é entrar numa loja recheada de artigos para a casa e ter verba para comprar pelo menos um. Gosto imenso de decoração e coisas do género, por isso estou sempre de olhos bem abertos e virados para este tipo de lojas.

Devido a ter esta "pancada", estou sempre atarefada com limpezas e arrumações, mas a verdade é que me sabe super bem olhar para a minha casinha e ver tudo limpinho, bonito e organizado. Sou muito meticulosa com estas coisas, até mesmo se os lençóis não ficarem perfeitamente alinhados ou esticados, mas tenho a sorte de o Gui lidar bem com isso e não se importar de me ajudar.

Se o meu eu de há três ou quatro anos me ouvisse falar, até pensava que era mentira. Se antigamente nem sabia estrelar um ovo, agora adoro aventurar-me na cozinha com os molhos e os temperos e, sobretudo, adoro que no fim o Gui diga que está muito bom e que repita. Há alguns cozinhados meus que já sei que ele adora, como a carbonara e o entrecosto, coisa que me dá ainda mais gosto em cozinhá-los!

Não há nada mais gratificante que ver uma boa nota na pauta após ter estudado tranquilamente para uma cadeira. Não gosto muito de estudar (e não deve haver muita gente a gostar), mas quando a matéria começa a entrar bem, até nem me sinto muito mal. Especialmente se no fim conseguir passar à cadeira e ficar satisfeita com a minha nota.

E pronto!
Está aqui a minha selecção de dez coisas que me fazem feliz. E a vossa?





Lê também

5 comentários

  1. Vou roubaaaaaaaar! Gostei muito da tua escrita nesta publicação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, rouba! =D (a escrita deu trabalho! xD)

      Eliminar
  2. Fico muito feliz de ver a minha Ruanita a florescer..ver que é uma linda Mulher, mulher com M GRANDE!
    tenho mais dois sobrinhos que adoro e estou muito orgulhosa e toda babada..
    Joana és um amor,mereces tudo de bom e o Gui faz-te feliz! obrigada Gui!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai tia, agora até fiquei toda babada! =D
      És linda! Beijinhos grandes!

      Eliminar
  3. Para fazer este "teste" é preciso pensar um bocado :P
    Pensar não é algo que se faça em condições quando se está com fome xD

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário!