Presentes & Companhia

16:15

Tempos houve em que, para mim, Dia dos Namorados implicava um presente ou uma surpresa. Nem me sabia ao mesmo se assim não fosse e até ficava um bocadinho sentida. Mas entretanto comecei a namorar com o Gui, e o meu cérebro evoluiu um bocadinho.
É claro que ainda gosto de fazer um miminho nesse dia. Seja preparar-lhe um pequeno almoço ou irmos ver uma banda nesse dia, tanto faz. Mas aquilo de que gosto mesmo é passar o dia com ele. Não trocámos presentes no ano passado nem o fizemos este ano. Trocámos mimos, por outro lado. Em 2013 fomos ver uma banda depois de jantar, em 2014 a banda era a minha e ele esteve presente para me apoiar. Não quis nem esperei por presentes que nada me dizem. Presentes podem dar-se no Natal, ou melhor ainda, numa altura em que não esperamos recebê-los.
Mas aquilo que me tira o fôlego é o carinho diário. É uma flor apanhada da rua, como no nosso aniversário, em que o Gui saiu de casa numa madrugada com chuva para fazer 2km a pé porque sabia que as minhas flores favoritas só estariam a essa distância. É uma palavra, como quando ele me acorda a meio da noite para me dizer que acordou com saudades minhas. É um gesto, como nas noites em que adormecemos zangados e ele me acorda na manhã seguinte com um abraço caloroso. É o cuidado, naqueles dias em que estou doente e ele me prepara a comida. Tudo isso, na sua forma mais simples, que parece tão pouco ao olhar dos fúteis, mas que significa tanto aos meus!


Lê também

4 comentários

  1. Ora aí está uma boa filosofia!
    Eu também apoio essa maneira de pensar, mas acabo por fazer troca de presentes independentemente do dia e... no dia também. Mas não é algo imprescindível, é apenas porque é um miminho, nada de caro, que vem completar o estarmos juntos e sempre com miminhos. No ano passado, só eu recebi um presente; este ano recebemos os dois, mas, como dizes, o verdadeiro presente é ter uma relação cheia de pequenas coisinhas que nos preenchem. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais! :) É uma estupidez darmos presentes por nos sentirmos na obrigação de o fazer. Todos devem ser dados com amor e vontade, caso contrário que significado têm?

      Eliminar
  2. Não podia concordar mais, dia dos namorados é todos os dias, todos os dias são bons para fazer surpresas à cara metade, todos os dias são bons para surpreender, seja com um gesto simples, ou com algo mais elaborado.
    Quantos aos presentes, o Natal é quando uma pessoa quer, por isso, não têm que ser apenas ofertados no dia 25 de Dezembro.
    Infelizmente hoje em dia os bem materiais são muito valorizados.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário!